GOOGLE WEBSITE TRANSLATOR GADGET

Dos sentidos...

“Ela é uma moça de poses delicadas, sorrisos discretos e olhar misterioso. Ela tem cara de menina mimada, um quê de esquisitice, uma sensibilidade de flor, um jeito encantado de ser, um toque de intuição e um tom de doçura. Ela reflete lilás, um brilho de estrela, uma inquietude, uma solidão de artista e um ar sensato de cientista. Ela é intensa e tem mania de sentir por completo, de amar por completo e de ser por completo. Dentro dela tem um coração bobo, que é sempre capaz de amar e de acreditar outra vez. Ela tem aquele gosto doce de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna.”

Acho que ninguém mais conseguiria descrever tão bem minha alma... Dele, [Caio Fernando Abreu]

If - Bread (Você pode pausar a música :)


♪ Músicas online grátis! Acesse: www.powermusics.com

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Quero cheiro de chuva nos seus cabelos
Ver nos seus olhos pedacinhos de finais de semana
Escutar na sua voz o som de crianças sorrindo
Alcançar em suas mãos as alegrias dos meus dias de amanhã...


Quero sua cara zangada de enciumado
Quero música sem tom, sussurada pra mim...
Quero sua risada ecoando na sala
Quero ouvir de longe, você chegando...


Quero cheiro, quero colo, quero tú
Suas mãos nas minhas, quero, criança calma e barulhenta
Quero você naquela camisa azul, de bermuda...
Uma tarde toda pra fazer nada...

E a noite nos teus braços... Quero...


Seu sorriso de homem, pai e enamorado...
Quero cama, desejo, casa... Você esquecendo a fala,
E olhando pra mim... Mudo, e eu desarmada... Sorrindo-te!

Do olhar...

Do olhar...
"E se eu te olhar cem vezes, acredite, em cada uma delas estarei me apaixonando um pouco mais." [ Caio F. Abreu ]

Dos livros que ainda vou ler...

Dos livros que ainda vou ler...
Eu, quando ganho livros fico tão feliz que o barulhinho das páginas ao folhea-lo é como se tivessem me dizendo: Toma aí, mais um pedaço de você que achei. [Rahssi]

Do silêncio...

Do silêncio...
"Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais. Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta." (Lya Luft)